~Verdades Really Escancaradas



Que saudade de conversar com você!
Você é a melhor companhia que tive nesses tempos, mesmo quando não queria falar comigo e me evitava.
When you are with me, I’m free, I’m Careless


Eu nunca consegui tirar você de mim.


Você é um ordinário.
Sabe tudo que sinto por você e fica aí, na maior glicose anal.
Sabe que não há ninguém nesse mundo que me faria largar tudo e viajar horas além de você.
Sabe que eu não penso em futuro sem você;
Sabe que eu fico on, esperando você; Esperando SÓ você;
Sabe que quando eu te deixei, foi porque não me sentia digna. Porque eu queria crescer pra você. Você sempre esteve pronto pra mim.


É tão doloroso quando você foge de maneira esquiva.
I’ll never ever find a man like you
You got me twisted.


É muito estranho o modo como você me quer na sua vida.
Eu me perco te decifrando, baby.


Sim! Eu fico confusa, meu bem.
Eu não sei se eu gosto só da segurança que você é, se gosto do jeito como você olha o mundo, ou da energia que você passa.
Aquela energia gostosa, acalentadora, que sempre me fazia sentir como se eu não precisasse de mais nada nesse mundo.
Eu não sei se gosto de você pelo que você é ou pelo que gosto de ser com você;
No I Won’t be afraid Just as long as you stand by Me


Mas é claro que esses pensamentos só passam pela minha cabeça quando você tá longe.
Eu sei muito bem o que penso quando to com você;
Na sua presença eu sei que te amo só porque você existe.
Eu sei que eu amo encostar sua pele na minha, escutar a sua respiração e ter certeza que você está vivo.
E querido, à quanto tempo não tenho essa certeza?
Pois é, não sei.
Eu parei naquela noite. Naquele texto. E naquela despedida.
Parei no tempo, na ultima vez que senti o seu corpo com o meu.
É difícil ver o dia decorrer sem você.
I don’t wanna be without you, baby, I don’t want a broken heart,
 Don’t wanna take a breath, without you, baby.


Triste é me permitir Crescer sem você;
Te deixar, como disse Richard Bach:
Se você ama alguém, deixe-o livre. Se ele voltar, é seu. Se não, nunca foi.


É, eu fico confusa. Você não me deixa, e ao mesmo tempo não me toma e não me exige para sí, sabendo que eu lhe sou toda. Você joga a isca, eu a pego, como uma criança feliz, você puxa, mas me deixa no Anzol.
Sabendo que me vira a cabeça e a vida.
Cretino!
Tudo que eu não fiz pra você, foi por não ter certeza do que querias.
Ou porque não pediste.


Chega!
Há mutas coisas ainda a serem ditas, mas ainda não é a hora, ou ainda não estamos preparados.
Era isso que desejava dizer-lhe, mas não quero lhe dar certeza do que é para você ou não.




Não é maldade, veja, não sou desprovida de sentimentos. E muito menos mentirosa.
É que assim como você, eu tenho medo da verdade, e por conhecer o seu medo da verdade lhe deixo o benefício da dúvida. =D

******************************************************************************

Anúncios

Se você gostou do post, não deixe de comentar. Obrigada pela visita, e volte sempre! ^^

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Novembro 2011
D S T Q Q S S
« Out   Dez »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
%d bloggers like this: