~Adeus à Canção de Ninar

Hoje à tarde (uma tarde de inverno aquecida pelo triste sol), meu querido amigo Jheffrey Kennedy sentou se comigo e em meio a uma conversa longa sobre a vida, seus porquês e ironias, escreveu este lindo texto que espera publicação física.

Boa Leitura!

Porque será que no momento em que mais nos sentimos tristes as pessoas percebem sobre nossa existência. Por qual motivo elas nos olham e observam em nosso olhar enquanto pensamos que o melhor era estar em outro lugar? Qual a importância, qual a diferença que isso pode colocar em tais mundos? Eu não estava pensando em você, mas o encontrei, não olhei é claro e passei do seu lado.

Porém dessa vez eu não olharei para trás. Deixarei todas as minhas tristezas e frustrações para trás, junto com você e cuidarei para que eu fique triste por ter acabado o ensino médio e por ter que me separar de meus amigos. Por não ter tido tempo de conhecer mas pessoas na escola, por ter molhado meu trabalho de cinquenta e cinco páginas de português na quarta e tê-lo de entregar na quinta feira, por não ler a atividade e errar tudo consequentemente, por escrever cento e trinta e sete páginas de um livro e do nada jogá-lo no lixo…

Enfim, há muitos motivos e muitas coisas que valem realmente a pena.

Está vendo? Estou lhe deixando dessa vez, para sempre.

Adeus!

_____________________________________________________________

Obs: Dessa vez eu não editei, acho que foi um texto tão espontâneo que merece o perdão da gramática.

Anúncios

Outubro 2018
D S T Q Q S S
« Set    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
%d bloggers like this: